Suspeitos de assalto a mercado em Paranavaí que foram chutados por criança são presos

0
204

Dois suspeitos de participar de um assalto a um mercado em Paranavaí, no noroeste do Paraná, foram presos na manhã desta quinta-feira (14) na cidade. No assalto, em 2 de junho, um menino de seis anos chutou os ladrões que fizeram o pai refém.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Cianorte e Região

O terceiro suspeito ainda não foi preso, nem identificado, de acordo com a Polícia Civil.

“As imagens divulgadas na TV foram fundamentais. Depois que elas foram divulgadas, algumas pessoas fizeram denúncias e, através das denúncias que chegaram até a delegacia, nós verificamos fotografias, fizemos pesquisas e comparamos com as imagens dos suspeitos. Dois deles foram identificados, e um deles ainda está sendo investigada a identidade”, disse o delegado Vagner Malaquias.

Segundo o delegado, um dos suspeitos presos, um rapaz de 22 anos, tem várias passagens pela polícia. Ele inclusive chegou a ser apreendido quando era menor de idade.

Câmeras de monitoramento registraram quando o menino de seis anos dá tapas e chutes em ladrões que fazem o pai refém durante um assalto.

Nas imagens, três homens, um deles armado, rendem o dono do estabelecimento, que está no caixa, e fazem o cliente refém. Enquanto recolhem o dinheiro, a criança aparece e tenta proteger o pai, que afasta o menino.

Na confusão, o menino derruba a carteira do pai. Um dos ladrões insiste pedindo o dinheiro e é chutado pela criança, até que o refém a entrega para o assaltante.

Em seguida, os três fogem.

Como se comportar em caso de assalto

  • Em caso de assaltos, a polícia recomenda manter a calma e não reagir. As autoridades alertam que qualquer reação pode gerar consequências mais graves para a vítima. Veja algumas orientações:
  • não reaja
  • procure manter a calma, evitando movimentos bruscos
  • lembre-se de que o bem maior e insubstituível é a vida
  • procure observar as características do assaltante
  • saiba informar o que foi roubado e as características: placa do veículo, marca do telefone, etc.

Fonte: RPC