Servidoras são acusadas de cobrar para registro de BOs em Altônia

0
921

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Foz do Iguaçu deflagrou uma operação nesta segunda-feira (20) em Altônia.

altonia-lg-47ca88fb1O objetivo foi cumprir mandados de suspensão do exercício da função pública de três servidoras acusadas de cobrarem para o registro de boletins de ocorrência.

As acusadas são uma investigadora da Polícia Civil, uma escrivã e uma funcionária da prefeitura suspeitas de corrupção ativa. Um mandado de busca também foi cumprido na delegacia.

A investigação é acompanhada pela Corregedoria da Polícia Civil.

Fonte: Massa News