Policial acusado de cobrar “pedágio” de sacoleiros é preso pelo Gaeco

0
929

A movimentação policial começou ainda na madrugada de quarta-feira, 29, na sede do Gaeco em Cascavel. O alvo da ação: um policial civil.

gaecoDe acordo com informações da polícia, o homem é suspeito de cobrar uma espécie de “pedágio” para que compristas pudessem acessar o município de Ubiratã com produtos contrabandeados.

O policial foi preso em um posto de combustíveis localizado na BR 369 em Ubiratã quando iria receber R$ 2 mil de uma das vítimas, responsável pelo acionamento da equipe.
Ainda conforme a polícia, o homem cobrava mensalmente R$ 4 mil dos compristas.

O policial atuava em Ubiratã desde 2014, na época em que a operação Duster, era desencadeada pelo Gaeco.

O preso foi levado à sede do Ministério Público de Cascavel. Uma arma foi apreendida na ação.

Fonte: Catve