PM e MP-PR deflagram operação contra suspeitos de tráfico de drogas em Paranacity

0
127

Ministério Público do Paraná (MP-PR) e a Polícia Militar (PM) realizam uma operação contra uma organização criminosa suspeita de tráfico de drogas em Paranacity, no noroeste do Paraná, nesta terça-feira (10). Os alvos desta ação também são investigados pelos crimes de homicídio e roubo.

De acordo com a Polícia Militar, foram expedidos 19 mandados de busca e apreensão e 25 de prisão preventiva – que é por tempo indeterminado. Nove mandados de prisão devem ser cumpridos contra suspeitos que estão presos em cadeias e penitenciárias do estado.

Até as 10h, foram presas 17 pessoas e apreendido um adolescente. Também foram apreendidas três armas de fogo, 51 celulares, dois carros, porções de drogas e munição.

Investigação

A investigação contra a quadrilha começou há seis meses. De acordo com o major da Polícia Militar Ademar Paschoal, se descobriu que um dos integrantes do grupo criminoso articulou um homicídio cometido em Paranacity e também tentou matar dois policiais militares do município. Esse suspeito está preso.

O promotor Guilherme Franchi explicou que a apuração iniciou devido a reclamações constantes da comunidade sobre o aumento no número de roubos.

A apuração identificou uma correlação entre o número elevado de crimes patrimoniais, que são roubos e furtos, com o tráfico de drogas exercido por pequenos traficantes.

“Identificamos pessoas que estavam trazendo adolescentes de outras cidades, como por exemplo Londrina, para fazer a revenda de drogas em Paranacity. Também descobrimos como o tráfico funcionava na cidade e identificamos os chefes dessa organização”, explicou o promotor.

Franchi disse também que os chefes da quadrilha comandavam o esquema de dentro de penitenciárias.

A polícia e a promotoria identificaram os gerentes dessa organização, e esses suspeitos foram presos ao longo da apuração.

“O tráfico de drogas é muito dinâmico, e mesmo com os gerentes e chefes fora de circulação foram denominados outros líderes. Na operação de hoje finalizamos essa investigação cumprindo mandados contra pessoas que participavam dessa organização, mas estavam em liberdade”, pontuou o promotor.

Também foi identificado que o grupo criminoso além de vender drogas em Paranacity, compravam entorpecentes em Maringá, Paranavaí e Londrina.

“Identificamos fornecedores nessas cidades maiores, com quem os traficantes de Paranacity negociavam. Com a droga em mãos, eles distribuíam em vários pontos da cidade para vender”, detalhou o promotor Guilherme Franchi.

Redução de roubos

A Polícia Militar informou que após o início da investigação contra essa quadrilha, foi constatado uma diminuição de 76% no número de roubos na cidade e um aumento de apreensões de drogas.

A operação conta com a participação de 143 policiais militares de várias cidades da região e também com um helicóptero do Batalhão de Operações Aéreas.

Fonte: G1