Pesca volta a ser liberada, mas com restrições

0
522

Com o fim da piracema, período de reprodução dos peixes, a pesca volta a ser permitida a partir desta segunda-feira (29), na chamada Bacia do Rio Paraná, composta ainda pelos Rios Piquiri, Ivaí e Paranapanema e seus afluentes. 

pescaria-300x200Mas não basta sair por aí pescando. O pescador amador deve ter a licença de pesca, que pode ser obtida diretamente no site do IBAMA.

Para a pesca embarcada a taxa é de R$ 60,00. Para a pesca de barranco, caso sejam utilizados carretilha ou molinete, a taxa é de R$ 30,00. O documento é válido por um ano.
Não é necessária a licença para quem pesca de barranco com vara de bambu ou linhada de mão.

A pesca da espécie Piracanjuba continua proibida, mesmo com o fim do período do Defeso. Trata-se de uma espécie ameaçada de extinção.

A partir deste ano também está proibida a ceva fixa, a prática comum de criar um local com alimento farto para atrair os peixes, facilitando a captura de forma continuada. O ato de cevar agora só vale se for de forma ocasional, quando da ida do pescador ao rio, sem demarcação.

Não vale também, igualmente sujeito a uma série de sanções a pesca com espinhel, tarrafa, rede e anzol de galho.

Os pescadores devem ficar atentos à quantidade permitida de peixes. Cada pessoa só pode levar até 10 quilos de pescado.

Fonte: GoioNews