Operação contra tráfico de drogas prende 24 pessoas no interior do Paraná

0
78

Uma operação de combate ao tráfico de drogas prendeu 24 pessoas em Cornélio Procópio e Nova Fátima, no norte do Paraná, nesta quarta-feira (25). Dois mandados de prisão ainda devem ser cumpridos ao longo da manhã, segundo a Polícia Militar.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Cianorte e Região

A ação é realizada pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) e pela polícias Militar e Civil. Além dos 26 mandados de prisão, também foram expedidos 24 mandados de busca e apreensão.

Do total de mandados de busca e apreensão, 21 estão sendo cumpridos em Cornélio Procópio e três em Nova Fátima. Até as 8h30, foram apreendidos celulares, dinheiro e porções de drogas.

Além do tráfico, a operação também tem o objetivo de combater crimes como associação ao tráfico, porte e posse ilegal de arma de fogo, roubo e associação criminosa.

A operação é resultado de uma investigação realizada durante cinco meses. Segundo o MP-PR, o grupo comprava carregamentos de drogas em outros estados e distribuia os entorpecentes na região. Alguns integrantes da organização atuavam de dentro de cadeias.

“É uma organização bem delineada, com pessoas que atuavam na distribuição, gerenciamento e venda. Também foram identificadas pessoas que cuidavam da guarda da droga, eram pessoas que não levantam qualquer suspeita e não tinham passagem criminal”, explicou o promotor Francisco Ilidio Hernandes.

Uma submetralhadora que, segundo a promotoria, era da quadrilha foi encontrada na casa de uma idosa de 63 anos durante a operação.

Além dos mandados de prisão e de busca e apreensão, o MP-PR também pediu o bloqueio de contas bancárias e sequestros de valores depositados pelo grupo nessas contas.

“Ainda não sabemos a quantidade de dinheiro que está depositada nessas contas, mas sabemos que é dinheiro obtido com o tráfico de drogas”, disse o promotor Francisco Hernandes.

A ação foi batizada de ‘Abbadon’, que significa o destruidor. Mais de 100 policiais participam da ação, além do canil e do Batalhão da Polícia Militar de Operações Aéreas.

Fonte: G1