Oficial reformado da Polícia Militar é executado com 14 tiros

0
45

Na tarde desta segunda-feira (29), o coronel Valdir Copetti Neves foi encontrado morto em uma estrada no distrito de Itaiacoca, próximo à propriedade onde morava, em Ponta Grossa. Uma denúncia anônima fez com que a Polícia Militar encontrasse o corpo do coronel, a vítima foi encontrada no interior de uma BMW e teria recebido seis tiros de calibre 12 e mais oito de .40, todos na região da cabeça. 

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Cianorte e Região

O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa. Peritos trabalham para tentar encontrar alguma pista que leve à autoria do crime.

De acordo com informações levantadas no local do crime, a execução teria acontecido perto das 13h30. O caseiro da propriedade afirmou que Copetti Neves iria para Ponta Grossa.

Em 2004, Copetti Neves foi denunciado por encabeçar uma quadrilha formada por ex-policiais militares que faziam a guarda ilegal de fazendas em Ponta Grossa. A intenção era combater possíveis invasões do Movimento Sem Terra (MST) nas propriedades.

Já em 2009, ele foi condenado por formação de quadrilha, constrangimento ilegal e tráfico internacional de arma de fogo e também por fornecer maconha para ser colocada no veículo de um terceiro.

O militar aposentado também foi acusado de integrar uma quadrilha suspeita de milícia na capital – ele planejaria roubos contra comerciantes de Curitiba para depois oferecer um serviço clandestino de segurança.

O 1°Batalhão da Polícia Militar emitiu nota de pesar.

(Massa News)