Novos beneficiários do Bolsa Família são acolhidos pelo CRAS em Cianorte

0
32

Em 2017, o programa movimentou cerca R$ 1.908.453,00 no município

Beneficiários do Programa Bolsa Família participaram, na última semana, de reuniões realizadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social. Os encontros aconteceram nos dias 12 e 13 de abril, nas sedes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras I e II), e reuniram as famílias beneficiadas nos três primeiros meses deste ano.

Segundo o gestor do programa, Rodrigo Luque, as reuniões de acolhida acontecem a cada três meses, ou de acordo com a demanda de novas famílias que são selecionadas. “Nos encontros, os usuários recebem orientações sobre o funcionamento, suas condicionalidades e critérios de permanência, além de orientações sobre outros benefícios que podem ter direito, através da inscrição no Cadastro Único do Governo Federal, que é o cadastro base para que as famílias tenham acesso ao Bolsa Família e a outros programas dos Governos Federal, Estadual e Municipal”.

Durante os encontros, os usuários também receberam orientações das coordenadoras, Aline Osório e Renata Peruci, que explicaram o que é o Cras, um equipamento que executa serviços de proteção social básica, organiza e coordena a rede de serviços socioassistenciais locais e a política de assistência social.

“Temos por prioridade acolher, informar, orientar e atender as famílias em situação de vulnerabilidade social do nosso município. Muitas vezes, vamos além do anseio momentâneo do beneficiário, que busca por um benefício eventual. Conseguimos enquadra-los, de acordo com o perfil socioeconômico, em outros programas e serviços oferecidos dentro da secretaria” salientou a secretária da pasta, Marlene Benalia Bataglia. “Todo esse trabalho visa um atendimento humanizado e a garantia de direitos”, finalizou a secretária.

Em Cianorte, 1.401 famílias recebem o benefício do Bolsa Família. No ano de 2017, o valor transferido pelo Governo Federal para os atendidos pelo programa no município foi de R$ 1.908.453,00. Para continuar recebendo o benefício, estes usuários precisam manter seus cadastros atualizados, que é uma das três exigências para integrar e permanecer no programa de transferência de renda, as outras são a manutenção da frequência escolar dos filhos e o acompanhamento das condições de saúde.