Mulheres fazem rebelião na cela feminina da cadeia de Goioerê

0
127

Quatro das cinco mulheres presas na cela feminina da cadeia de Goioerê se rebelaram por volta do meio-dia de quarta-feira, 18, colocando fogo em objetos, quebrando vidros e as beliches.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Cianorte e Região

A revolta das presas teria sido por causa de uma ampla revista realizada no local, onde foi encontrado um telefone celular. Em declaração após o episódio, uma delas disse que a rebelião foi em protesto à violência policial, o que não se confirmou.

Conforme relatos, uma das presas, Gisele Gonçalves e Araújo, teria iniciado a rebelião, colocando fogo em tiras de pano, lançando-as contra a porta de ferro, além de quebrar vidros da janela e as beliches.

Outras presas teriam incentivado a ação da primeira, com gritos e injuriando uma das agentes de cadeia com palavras de baixo calão.

Após a rebelião ser controlada, as presas foram encaminhadas para outra cela, a fim de serem realizados os reparos necessários na cela feminina. Uma das presas foi transferida para Curitiba.

As presas que participaram da rebelião foram autuadas em flagrante por motim e dano qualificado.

Fonte: GoioNews