Jô não admite toque de braço e com gol ilegal Corinthians soma mais três pontos

0
61

Na saída de campo, após a vitória do Corinthians por 1 a ) sobre o Vasco, neste domingo (17), na arena de Itaquera, Jô falou sobre o gol de braço que ele fez para decidir a partida. “Bem, mais ou menos isso…” disse o atacante sobre o lance, mas não admitiu a irregularidade:

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Cianorte e Região

– Eu me joguei na bola, não deu para ver. Não sei se a bola ia entrar, eu me joguei, agora não sei onde bateu. Se vocês (jornalistas) pararam, tiveram que analisar, o juiz não tem tempo para isso. Se eu tivesse convicção (do toque de braço), eu ia falar. Eu me joguei, tanto que fui parar dentro gol. Então não tinha como falar. Eu me joguei, aí o árbitro vai interpretar se foi mão ou não… Ele deu o gol, então não foi – disse Jô.

– Eu falei para o Ramon (lateral do Vasco) que eu me joguei. Jogo assim que a bola está difícil de entrar, uma oportunidade… Eu me joguei, não sei onde a bola bateu – completou o atacante corintiano.

Com a vitória, o Corinthians abriu 10 pontos de frente em relação do Grêmio, vice-líder do Campeonato Brasileiro, que perdeu em casa por 1 a 0 para a Chapecoense.

A polêmica foi maior por causa de um lance em que Jô se envolveu com Rodrigo Caio na semifinal do Campeonato Paulista, em março passado. No jogo de ida, no Morumbi, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira marcou uma falta do atacante do Corinthians sobre o goleiro do São Paulo, Renan Ribeiro, e deu a ele um cartão amarelo, que o suspenderia do jogo de volta. Mas o zagueiro tricolor se acusou de ter pisado ele mesmo no companheiro de time, o que fez a marcação ser anulada logo em seguida.

Antes disso, em fevereiro, Jô já tinha criticado jogadores do Palmeiras por não alertarem o árbitro Thiago Duarte Peixoto de um erro na vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Palmeiras, em Itaquera, pela primeira fase do Paulistão.

Naquela ocasião, o juiz expulsou o corintiano Gabriel por uma falta cometida por Maycon.

Fonte: Globoesportes.com