Foragido de Iporã morre em nova troca de tiros com PMs de Palotina

0
216

Depois de se envolver num confronto com policiais militares em Iporã no início da tarde da segunda-feira (16), um dos quatro integrantes de uma quadrilha assaltante foi alvejado e morto numa segunda troca de tiros, desta vez em Palotina. O segundo confronto aconteceu na noite da segunda-feira.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Cianorte e Região

Tariken Henrique Ferreira Martins foi abordado por volta das 21h durante uma operação realizada pelos policiais de Palotina, que prestavam apoio aos PMs de Iporã num cerco em busca do foragido.

Martins foi localizado nos fundos de uma residência que servia de esconderijo. Na troca de tiros, ele foi atingido no tórax. Socorristas do Samu foram acionados, mas apenas confirmaram a morte do rapaz.

O corpo de Martins foi trasladado ao Instituto Médico legal (IML) de Toledo.

Troca de tiros em Iporã

Comparsa de Martins, Josemar Barboza também morreu, depois que trocou tiros com PMs no início da tarde em Iporã. Um comparsa foi baleado e transferido ao Hospital Norospar de Umuarama com ferimentos graves e um terceiro envolvido foi ferido levemente. Um policial militar também ficou ferido durante a ação.

De acordo com a Polícia Militar, uma equipe interceptou os assaltantes que se preparavam para praticar um roubo de uma caminhonete naquela região. Um acompanhamento tático foi mantido na cidade, até que a equipe chegou até a rua Princesa Izabel, na Vila Ipiranga, onde foi iniciado o procedimento de abordagem aos suspeitos, que receberam os policiais a tiros.

Um dos PMs foi atingido de raspão numa das mãos. O confronto continuou até que Josemar foi baleado e sofreu ferimentos graves, vindo a morrer depois de dar entrada no Hospital Municipal. O comparsa Anderson Cunha, morador em Iporã, também foi baleado e sofreu ferimentos graves. Ao final da tarde foi transferido para o Hospital São Paulo em Umuarama.

O terceiro envolvido foi identificado como Wagner Felipe da Silva Rossi e também foi baleado de raspão. Rossi era procurado pela Justiça de Palotina por envolvimento em crime de roubo e tinha mandado de prisão expedido por aquela Comarca. Ele recebeu atendimento no hospital de Iporã e depois foi conduzido à Delegacia.

O corpo de Josemar foi trasladado ao Instituto Médico Legal (IML) de Umuarama, onde aguardará pela identificação oficial, que deverá ser feita por parentes.

Com a morte de Martins, a polícia dá por encerradas as buscas, pois os quatro envolvidos foram identificados e os que estão vivos permanecem custodiados pela Justiça.

Fonte: Obemdito