Fazendeiro é autuado pela Polícia Ambiental por queima ilegal de vegetação

0
440

A equipe da Polícia Ambiental de Umuarama, após o recebimento de denúncia, vistoriou uma propriedade rural em Goioerê onde constatou uma área de aproximadamente dois hectares de vegetação nativa destruída pelo uso de fogo. A vistoria aconteceu na terça-feira, 27.

No local, os policiais encontraram funcionários da fazenda utilizando motosserra para derrubar as árvores de maior porte que resistiram à queimada.

Toda a área destruída estava às margens de um córrego afluente do Ribeirão Água Branca, fator agravante que deixou o corpo hídrico totalmente desprotegido de qualquer tipo de vegetação.

Foram queimadas e cortadas espécies nativas como gurucaia, angico, imbaúba, leiteiro, entre outras sem nenhuma autorização do órgão ambiental.

Os responsáveis pelo dano foram qualificados e deverão responder criminalmente por destruir floresta considerada de preservação permanente com pena de 1 a 3 anos de detenção, além da multa lavrada pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). O nome do proprietário da fazenda e dos funcionários não foram informados pela Polícia Ambiental.

Fonte: O Bem Dito / Fotos: Batalhão de Policia Ambiental Força Verde