Câmeras de segurança mostram correria durante tiroteio que deixou um morto e seis feridos

0
47

Câmeras de segurança registraram a correria durante uma tentativa de assalto que terminou com tiroteio em frente a uma agência da Caixa Econômica Federal em Rolândia, no norte do Paraná, na manhã desta segunda-feira (3). Um assaltante morreu e seis pessoas ficaram feridas.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Cianorte e Região

As imagens mostram a correria dos moradores com o início do tiroteio. Um carrinho de bebê chega a virar de lado. Um dos vigilantes também aparece correndo.

As pessoas entram no corredor de uma galeria comercial e, minutos depois, o vigilante armado volta para o lado de fora.

A ação dos assaltantes aconteceu no calçadão, no Centro da cidade. De acordo com a polícia, assim que o carro-forte parou em frente frente à agência, homens fortemente armados anunciaram o assalto.

Os vigilantes reagiram e houve tiroteio. As marcas de tiros e cápsulas de balas ficaram nas paredes e na calçada. Um carro que estava estacionado também foi atingido.

Segundo o tenente Alves, da Polícia Militar (PM), três ou quatro homens participaram da tentativa de roubo. Até o início da noite desta segunda, ninguém tinha sido preso.

“Então eles renderam [a equipe do carro-forte] e efetuaram disparos utilizando fuzil e pistola”, detalhou.

A poucas quadras da agência, foi encontrado um carro que a polícia suspeita que foi usado na tentativa de assalto. Dentro do veículo estava o corpo de um dos suspeitos. Segundo a polícia, ele morreu depois de ser baleado na troca de tiros com os vigilantes.

Outras seis pessoas ficaram levemente feridas, a maioria foi liberada do hospital durante a tarde. Entre os feridos estava uma bebê de sete meses, que bateu a cabeça, e um homem que levou um tiro no braço.

No calçadão, o comércio ficou fechado e moradores acompanharam o trabalho da polícia. Na agência da Caixa, os reparos começaram durante a tarde, e quem procurou atendimento, não conseguiu. A agência deve reabrir nesta terça-feira (4).

A agricultora Silvia Mara Santos saiu de Jaguapitã, na mesma região do estado, e encontrou o banco fechado.

“Viemos lá de Jaguapitã correndo e vai ter que ficar para amanhã”, afirmou.

A vendedora Roseli dos Santos, que viu tudo de perto com a filha Tatiane, ficou apavorada com a violência e disse que quase foi atingida.

Fonte: G1