Bruno Henrique decide, Palmeiras enfim bate Atlético-MG e sobe

0
143
Bruno Henrique durante Palmeiras x Atletico Mineiro, pelo campeonato brasileiro, na arena Palestra Italia, em São Paulo, SP Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Após uma série de três empates consecutivos, o Palmeiras reencontrou a vitória no Campeonato Brasileiro durante a tarde deste domingo. No Allianz Parque, com dois gols de Bruno Henrique, o time alviverde finalmente ganhou do Atlético-MG por 3 a 2, algo que não ocorria desde julho de 2011.

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Cianorte e Região

Após findar uma incomoda série de nove derrotas e quatro empates contra o adversário, o Palmeiras chega aos 23 pontos e sobe para o quinto lugar, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Internacional, que tem os mesmos 23 pontos e recebe o Ceará nesta segunda-feira. O Atlético-MG, mais um com 23, figura no quarto posto.

Pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 19h30 (de Brasília) desta quarta-feira, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Fluminense, no Estádio do Maracanã. No mesmo dia, às 21 horas, o Atlético-MG busca a reabilitação no torneio nacional diante do ameaçado Paraná, no Independência.

O Jogo – O time da casa saiu na frente logo aos 2 minutos. Em um lance digno de causar vergonha alheia, o zagueiro Juninho, emprestado pelo Palmeiras, pensou em afastar de direita, mas antes tocou na bola de esquerda. Livre diante de Victor, Moisés finalizou com categoria e comemorou à la profeta.

Pouco depois, após Victor espalmar escanteio cobrado por Gustavo Scarpa pela direita, Moisés bateu de primeira e acertou o travessão. Em mais uma grande chance palmeirense, Juninho não conseguiu dominar passe de Fábio Santos na esquerda e a bola sobrou para Dudu, que falhou ao tentar encobrir o goleiro adversário.

Escalado como titular, Weverton foi seguro quando exigido durante o primeiro tempo. Na única chegada consistente do Atlético-MG na metade inicial, o centroavante Ricardo Oliveira recebeu de Chará, passou por Edu Dracena e parou em uma saída arrojada do goleiro adversário.

O Atlético-MG voltou aceso para a etapa complementar e empatou aos 5 minutos. Após cruzamento vindo da direita, Matheus Galdezani completou de primeira e o goleiro Weverton cedeu rebote. Oportunista, Luan conferiu na sobra e igualou o marcador.

O time visitante cresceu após o gol, mas sofreu o segundo aos 30 minutos da etapa complementar. Em uma cobrança de falta da entrada da área, Bruno Henrique bateu com precisão e ainda viu a bola tocar na trave direita de Victor antes de terminar nas redes.

Com o Palmeiras novamente em vantagem no placar, Dudu saiu aplaudido para a entrada do meio-campista Jean. Aos 35 minutos do segundo tempo, pouco depois da alteração, Elias recebeu de costas para o gol e ajeitou para o colombiano Chará empatar com um chute colocado.

Aos 48 minutos, quando alguns torcedores já xingavam o técnico Roger Machado, o Palmeiras enfim marcou o gol da vitória. Em cobrança de falta do meio de campo, Marcos Rocha levantou na área. Deyverson ajeitou de cabeça e o inspirado Bruno Henrique, também de cabeça, completou para as redes.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 x 2 ATLÉTICO-MG

Data: 12 de julho de 2018, domingo
Local: Allianz Parque, em São Paulo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez
Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite
Público: 29.246 pessoas
Renda: R$ 1.907270,12
Cartões amarelos: Moisés e Edu Dracena (PAL); Luan e Terans (AMG)
Cartão vermelho: Matheus Galdezani (AMG)
Gols:
PALMEIRAS: Moisés, aos 2 minutos do 1º Tempo, e Bruno Henrique, aos 30 minutos e aos 48 minutos do 2º Tempo
ATLÉTICO-MG: Luan, aos 5 minutos do 2º Tempo, e Chará, aos 35 minutos do 2º Tempo

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Deyverson), Bruno Henrique e Moisés; Gustavo Scarpa (Hyoran), Dudu (Jean) e Willian
Técnico: Roger Machado

ATLÉTICO–MG: Victor; Patric, Gabriel, Juninho e Fábio Santos; José Welison, Elias (Tomás Andrade) e Matheus Galdezani (Lucas Cândido); Luan (Terans), Chará, e Ricardo Oliveira
Técnico: Thiago Larghi

Fonte: Gazeta Esportiva