Atendimento para pacientes com câncer completa três meses em Cianorte

0
41

Ao oferecer o serviço, a administração municipal e o Ciscenop buscam proporcionar mais dignidade e conforto

Curta nossa página no FACEBOOK e saiba de todas notícias de Cianorte e Região

Os pacientes diagnosticados com câncer nos municípios que integram o Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Centro Noroeste do Paraná (Ciscenop), deixaram de se preocupar com longos deslocamentos para cuidar da saúde. Por conta dos esforços da administração do órgão e dos gestores públicos, há exatos três meses, tanto as consultas quanto os exames oncológicos, passaram a ser ofertados em Cianorte, por equipes que atuam em centros de referência na área.

“Antes de trazermos os atendimentos para cá, as pessoas precisavam acordar às 5h ou 6h da manhã para serem atendidas e tinham que aguardar até o final do dia, quando o último agendado passava por consulta, para retornarem. Era uma rotina emocionalmente desgastante. Com a prestação do tratamento mais próxima, conseguimos proporcionar mais dignidade e conforto em um momento tão delicado”, pontua o prefeito de Cianorte, Bongiorno.

“Foi uma conquista difícil e morosa, pois tivemos que realizar inúmeras negociações e necessitávamos da aprovação do Estado para implantar o atendimento por aqui, mas não desistimos. Tentamos todas as possibilidades, por entendermos a necessidade de quem utiliza esse serviço de que ele seja mais próximo. Com três meses de atendimentos prestados, já pudemos constatar que a luta valeu a pena”, aponta a secretária executiva do Ciscenop, Andrea Fancelli.

O morador de Rondon, Antônio Ferreira Sobrinho, descobriu a doença há dois meses e conta aprovar o atendimento em Cianorte. “Além dos profissionais serem atenciosos comigo, os serviços mais próximos agilizam o meu tratamento. Além disso, o fato de eu não precisar me deslocar tantas vezes para Maringá em busca de cuidados tem tornado as coisas mais fáceis para mim”, relata. 

Em três meses, foram ofertadas 155 consultas médicas da especialidade. “Os atendimentos começaram com a equipe do Centro de Referência de Oncologia do Hospital Santa Rita, com dez consultas, toda quinta-feira. Mas, recentemente, ampliamos esse número. Agora, no mesmo dia, pela tarde, também contamos com os serviços do Hospital do Câncer, de Maringá, que atende 15 pessoas no período”, informa a secretária executiva.

“Ao detectar qualquer necessidade durante as consultas e avaliações tentamos resolver tudo aqui no Consórcio”, comenta Andreia. “Os únicos tipos de serviços que não ofertaremos são as cirurgias e os procedimentos, pois requerem habilitação de alta complexidade, que tanto o Ciscenop, quanto os hospitais locais não possuem”, finaliza.